1.7.09

Little heroes - Pequenos heróis

Ainda no espírito de brincar com a idade de personagens famosos, mas com uma proposta diferente. Em agosto deve chegar as bancas um álbum que presta homenagem a alguns dos mais famosos super-heróis dos quadrinhos dentro de uma ótica infanto-juvenil. O projeto é do escritor, roteirista e desenhista Estevão Ribeiro, que já contribui com este blog antes, ilustrando o conto "O homem bomba" de sua cara metade, Ana Cristina Rodrigues. No último ano, o capixaba radicado no Rio de Janeiro reuniu um excelente time de desenhistas para desenvolver os roteiros escritos por ele e o resultado atende pelo nome bilíngue de Little heroes/Pequenos heróis.

O álbum vai reunir oito histórias, cada uma com o traço de um artista diferente, nas quais crianças e adolescentes vivem aventuras que podem ser vistas como inspiradas nos feitos de algum grande herói das HQs. Reforço que não se trata de versões infantis dos personagens, mas sim de jovens que realizam feitos baseados nas ações de seus ídolos dos quadrinhos. Apesar de não ter vínculo com a editora americana, todos os homenageados são da DC Comics, mas pode vir mais por aí. "A maior parte dos envolvidos já confirmou a participação no segundo número de Little Heroes, que é uma 'trilogia': Heróis da DC, Heróis da Marvel e Heróis Clássicos, como Mandrake, Fantasma, Flash Gordon, Tarzan, Príncipe Valente e outros", informa Ribeiro.

Ele também deu alguns detalhes deste primeiro volume. "São 80 páginas de quadrinhos, mais ilustrações avulsas de artistas convidados, biografia de cada autor e seção de bastidores bilíngue. O álbum terá cerca de 110 páginas, formato americano (podendo variar na largura)." Como a intenção é distribuir o material também em outros países, a grande sacada do projeto é ter feito as histórias "mudas", sem balões. Os pequenos personagens vivem suas aventuras contadas apenas pela força do roteiro e das expressões visuais, sem falas que precisem ser traduzidas. Desta forma, com títulos das histórias e informações adicionais em inglês e português, a publicação pode ser impressa aqui e distribuída em outras praças interessadas.

Neste e nos posts dos próximos dias, vamos ver uma amostra de cada uma dessas oito histórias. Para começar, a Santíssima Trindade do Universo DC. Quem ficou responsável pelo maior ícone da casa, o septuagenário Superman, foi o co-editor do álbum, Mário César. Ele assina os desenhos de "Superbro":



Em seguida temos a primeira dama da DC. Mulher-Maravilha foi homenageada com a HQ "Little Wonders" desenhada por Fernanda Chiella:


Batman pode ser visto em dois momentos, abaixo, em uma página apenas com o traço a lápis e outra finalizada. "The Dark Boy" leva a assinatura de Emerson Lopes:

3 comentários:

MilaF disse...

Muito interessante esse projeto! Me agradou muito o traço da "Little Wonders".

Romeu Martins disse...

A Fernanda é excelente, Mila. Ela publicou uma HQ pela Image, direto nos EUA. E é mais uma gaúcha radicada aqui, em Floripa.

Ludimila Hashi disse...

Sou fã da Chiella faz tempo. E não sabia que ela morava aí.

Ibope