26.7.08

Leia esta canção

Tem um conto meu no mui interessante blog Letra e Vídeo, criado pela presidente do Clube de Leitores de Ficção Científica - CLFC. Segue abaixo a apresentação que ela fez do projeto:

Todas as formas de arte se ligam de alguma forma, ainda mais no mundo do Pós-Contemporâneo (pois sou historiadora e chata - quase um pleonasmo - e o que vem depois da época contemporânea não pode ser meramente pós-moderno!). Livros podem virar filmes que geram trilhas sonoras que geram vídeos que inspiram pessoas a escreverem contos. Mídia e suporte são entrelaços, deixaram de ser amarras e tornaram-se opções não excludentes.



O projeto do blog Letra e Vídeo nasceu no coletivo Fábrica dos Sonhos, onde havia o desafio de criar um conto de 500 palavras com base/inspirado/sobre uma música. Por algum tempo, o projeto foi um sucesso até se desgastar. Olhando alguns dos contos que criei para essa atividade, tive vontade de fazer ressurgir essa idéia, abrindo para quem quisesse participar.

Eis a origem do Letra e Vídeo, um blog de textos literários - sem restrição de gênero, estilo, nem mesmo de ficcionalidade - inspirados em/por músicas. Aceitamos contos, noveletas, poemas, haikais, crônicas, ensaios…

Seja bem-vindo e comente os contos, mesmo que seja para fazer críticas duras. O projeto é aberto inclusive para isso.

Saudações,

Ana Cristina Rodrigues

Dito isso, meu texto levou o título “A Diabólica Comédia” e foi inspirado na música “Ave, Lúcifer”, do melhor disco, da melhor banda que o Brasil já teve. O conto pode ser meia boca, mas o vídeo da canção vale a pena. Confira aqui.

Em tempo: meu despojado texto foi merecedor de um verdadeiro ensaio teórico-hermenêutico da mais alta qualidade e densidade, escrito por minha adorada amiga Ludimila Hashimoto à luz de Borges, o Maradona da literatura. É um raio-x impressionante, mas não impressionista, sobre minhas intenções com aquela história.

6 comentários:

milahashi disse...

postei uma resenha nada impressionista, meio a-hã...acadêmica, quase bizantina

Romeu Martins disse...

Hã... Ludi, quase sem palavras. Só posso dizer neste espaço que adorei.

milahashi disse...

Não é pra tanto, mas obrigada

Romeu Martins disse...

Eu decido se é para tanto ;-)

Anônimo disse...

hmpf. gostou, né? direitos autorais reservados.

Romeu Martins disse...

Hmmm... Seria a Ana

Ibope